Quem inventou o Fusca ?
Notícias - Ciência, Saúde e Tecnologia
Imprimir E-mail
Escrito por CONIB e Livraria da Folha   

Capa do livro "A Verdadeira História do Fusca". Divulgação.Capa do livro "A Verdadeira História do Fusca". Divulgação.Engenheiro judeu inventou o Fusca, afirma pesquisador

A história do Fusca está ligada à recessão que castigou a Alemanha na década de 1930 e à ascensão do nazismo. Apaixonado por automóveis, Hitler via na fabricação de um carro popular - produzido por operários alemães em uma fábrica alemã - a oportunidade de fortalecer seu projeto político. 

Oficialmente, o Fusca foi projetado por Ferdinand Porsche. Essa paternidade é contestada pelo pesquisador e jornalista holandês Paul Schilperoord, no livro "A Verdadeira História do Fusca" (Ed. Alaúde). Para o autor, o carro foi desenvolvido por um engenheiro judeu chamado Josef Ganz.

Leia resenha e trecho do livro, cujo subtítulo é “Como Hitler se Apropriou da Invenção de um Gênio Judeu”.

Controversa, complexa e obscura, a história do Fusca está diretamente ligada à recessão que castigava a Alemanha na década de 1930 e à ascensão do nazismo.

Apaixonado por automóveis, Hitler via na ideia de criar um carro popular - produzido por operários alemães em uma fábrica alemã - a oportunidade de concretizar seu projeto político.

"Oficialmente", o automóvel do povo foi projetado por Ferdinand Porsche, mas essa paternidade é contestada pelo pesquisador e jornalista holandês Paul Schilperoord, que afirma que o carro mais popular do mundo foi na verdade desenvolvido por um engenheiro judeu chamado Joseph Ganz.

Em "A Verdadeira História do Fusca", Schilperoord apresenta pela primeira vez uma série de documentos e esboços que comprovariam que Hitler se apropriou da invenção de Ganz.

"Essa é a história de um crime que nem mesmo Hitchcock conseguiria inventar", disse Joseph Ganz em seu leito de morte. Está lançada a polêmica.

Jornalista prova em livro como Hitler roubou a ideia de criar o Fusca

Não. O Fusca não foi projetado por Ferdnand Porsche. O inventor do carrinho mais popular do mundo foi um judeu, Josef Ganz, de quem Adolf Hitler roubou a ideia. É o que mostra no livro "A Verdadeira História do Fusca", o jornalista e pesquisador holandês Paul Shilperood. A obra traz fotos, documentos e desenhos da época que comprovam ser o judeu Ganz o verdadeiro pai do Fusca. "Essa é a história de um crime que nem mesmo Hitchcock conseguiria imaginar", disse Josef Ganz no seu leito de morte.

O levantamento feito pelo autor sustenta que Ganz passou anos defendendo a ideia de que a indústria automobilística alemã precisava se modernizar, deixando de lado, os carros pesados, caros e inseguros e passando a produzir automóveis leves e aerodinâmicos, tecnicamente mais avançados. Acima de tudo, defendia a necessidade de se fabricar um veículo para as massas, um "carro do povo".

Os planos dele pareciam ir de vento em popa. Mas a ascensão do nazismo e a perseguição iniciada contra os judeus impediram a concretização de seus sonhos. Apaixonado por automóvel, Hitler via na ideia de criar um carro popular uma oportunidade de concretizar seu projeto político.

Pouco depois de Hitler terminar a conversa com Hans Ledwinka sobre o Tatra 77, em março de 1934, no Hotel Kaiserhof, Ferdnand Porsche foi convidado para falar ao chanceler alemão. No saguão, olhou em volta e logo encontrou seu velho amigo Jakob Werlin, que o esperava com certo nervosismo. Werlin tentava havia meses encontrar um engenheiro independente, mas estava sendo constantemente ignorado pela indústria automobilística. Ferdnand Porsche era sua última esperança. Porsche veio ao seu encontro cumprimentando-o com um aperto de mãos. Hitler chegará aqui a qualquer momento", disse ele, andando de um lado para outro pelo saguão, seguido por Porsche. "Ele mesmo dirá o que quer de você. De antemão, aviso que é sobre o Volkswagen, que Hitler pretende construir a qualquer custo". Os dois homens sentaram-se a um canto do saguão onde Hitler costumava tomar chá toda tarde a mesma hora. Era notável como o lugar estava cheio. As pessoas lançavam-lhes olhares curiosos. O chefe dos garçons do Hotel Kaiserhof, como se sabe mais tarde, "alugava" secretamente os melhores lugares perto da mesa de Hitler. Pouco depois de Porsche e Werlin terem se sentado, Hitler apareceu no salão e juntou-se a eles. O garçom aproximou-se, cumprimentou educadamente sua "mina de ouro" Herr Hitler e serviu-lhe o chá. Hitler foi direto ao ponto e inteirou Porsche sobre seus planos. O Volkswagen deveria ter quatro lugares para acomodar uma família e motor refrigerado a ar para que, mesmo ficando na rua no inverno, não corresse o risco de congelamento de radiador. também haveria a possibilidade de uma versão militar do Volkswagem. "participei de uma guerra", disse brevemente "e sei por experiência própria como é difícil lidar com o arrefecimento do motor nessas circunstâncias". Hitler mostrou alguns de seus esboços feitos nos últimos meses. Também trouxe consigo um novo bloco de desenhos e, em poucos minutos, enquanto conversavam, fez mais cinco esboços de como imaginava seu Volkswagen.

Os esboços de Hitler não resultavam de grande imaginação, pois se apreciam muito com o novo Mercedes-Benz 130H, que ele acabara de ver no Salão de Berlim. Desenhou primeiro as entradas de ar para o motor nas laterais dianteiras, e em seguida riscou-as e as colocou na traseira do carro. Finalmente, Hitler esboçou uma visão lateral de seu modelo, uma clara adaptação de Mercedes-Benz 130H com uma frente bem curta e uma traseira mais comprida. Sobre o carro, fez com seu lápis o contorno de uma forma semelhante a uma lágrima bifurcada no nível da roda e também a carroceria aerodinâmica vista do alto. Novamente, o que se via era um projeto coerente com as sugestões de Josef Ganz, publicadas na última edição da Motor-Kritik. "O tipo 130, no entanto, deve ganhar um motor traseiro. É o mais apropriado em termos aerodinâmicos e tenho esperança de que estas mudanças sejam feitas em um futuro próximo". Hitler olhou para o bloco de anotações e preferiu sua última condição: o Volkswagen não poderia custar mais que 1.000 marcos - o preço que Josef Ganz havia anos defendia na Motor-Kritik como o mais adequado. Hitler acrescentou que esse preço seria viável se se adotasse a produção em massa numa fábrica moderna, segundo o modelo criado havia anos por aquele que Hitler tomava pessoalmente como exemplo, o americano Henry Ford. Depois do último gole de seu chá, Hitler levantou-se para sair. Entregou seus esboços a Werlin, desejou a ambos um bom dia e foi para seu escritório. Porsche e Werlin pouco falaram durante a conversa, ou melhor, o "monólogo", que durou não maus que quinze minutos. Porsche permaneceu sentado, com ar desanimado. Balançou a cabeça e disse a Werlin: "Agora eu sei o que ele quer". E o que Hitler queria não era nada fácil. O chanceler estava verdadeiramente determinado a concretizar o projeto de Volkswagen de Josef Ganz - que durante anos debatia o tema dentro da - exatamente de acordo com as diretrizes definidas na Motor-Kritik. Depois do encontro, Porsche e Werlin se despediram. Werlin continuou sentado, refletindo sobre o projeto, e escreveu nos desenhos que Hitler havia deixado sobre a mesa: Esses esboços foram feitos por Hitler, durante reunião com Porsche e comigo no Hotel Kaiserhof (19340. Um trabalho de apenas alguns minutos". naqueles poucos minutos, Hitler lançou as bases do Valkswagen. Seus planos foram fortemente influenciados por Josef Ganz e sua revista, mas num Estado nacional-socialista um projeto daqueles jamis poderia ter ascendência judaica. Caberia a Werlin o fardo de eliminar completamente quaisquer vestígios deixados pelos "vermes judeus" no projeto do volkswagen nazista.

 

Fonte: CONIB - Confederação Israelita Do Brasil / www.conib.org.br / Facebook: http://www.facebook.com/pages/Confederacao-Israelita-do-Brasil-CONIB/133625896667318?ref=mf

Fonte: Livraria da Folha.

 


Comentários
Adicionar novo Busca
+/-
Escrever um comentário
Nome:
E-mail:
 
Título:
 
Por favor coloque o código anti-spam que você lê na imagem.
Julio  - Besteira   |189.18.54.xxx |16-10-2011 08:21:17
Já li besteiras neste mundo, mas esta é a pior de todas!
jose antonio fernandes  - julio -besteira   |189.110.149.xxx |07-02-2012 17:35:47
eu acredito nesse comentario pois afinal o autor estuda a materia como
historiador e nao iria querer enganar o mundo inteiro o autor tem total
conhecimento de causa
otavio  - verdade   |201.1.116.xxx |23-05-2012 01:15:35
eu acredito pois ja ecutei historias de pessoas mais velhas que disseram isso
mesma coisa foi cria do por hitler !!
Rômulo Rostand  - O Fusca foi obra de Ferdinand Porsche   |189.124.224.xxx |21-07-2012 04:32:25
Lí o livro e não achei muito sentido na afirmação do autor. Embarcou na
fogueira de vaidades. O Josef Ganz defendia idéias já postas, e até
patentiadas, unidas na definição conceitual de um automóvel popular, muito
longe do que viria a ser o Fusca. Os protótipos de Ganz eram microcarros com
motor dois tempos para dois adultos. Ela foi apenas um teórico que defencia o
conceito de carro pupular com motor traseiro, suspensão independente e chassi
com tubo central e suspensão traseira com semieixos oscilantes.
Conceitos
aproveitados no projeto do Fusca, mas que não eram de Ganz.
Pelo que lí a
única coisa original que ele poderia reivindicar seria apenas o nome
Volksvagen.
Porsche não criou o Fusca a partir de conceitos próprios, é
verdade. Mas não se apropriou de nenhum conceito de Ganz. Eram concetos
correntes já utilizados em outros carros ainda que separadamente. Inclusive o
livro identifica os autor...
Inisilda Smaiotto  - Wolksvaguem   |200.153.245.xxx |23-01-2013 13:39:08
Eu simplesmente acredito, considerando os acontecidos da época.
Antonio Galvão  - Nunca acredite neste site   |177.82.91.xxx |09-04-2014 20:04:37
Não sei se vocês reparam , mas suponho que o site é judeu pois nele esta
escrito ¨Portal dos brasileiros em Israel ¨ portanto claro que eles irão
acreditar que foi um judeu quem fez o fusca mas naverdade foi o governo Alemão
na época de Adolf Hitler junto com a empresa alemã Volkswagen

3.26 Copyright (C) 2008 Compojoom.com / Copyright (C) 2007 Alain Georgette / Copyright (C) 2006 Frantisek Hliva. All rights reserved."

 
* Email:
* Formato preferido:
Nome:
Sobrenome:
Ofertta Emprego
RESPONSÁVEL PARA LIMPEZA DE IMÓVEIS - KRAIOT ZONE - COMUNICAR AO TELEFONE 050.388.3259
Datos para artesano ole jadash
Hola amigos , vivo en Arad, les cuento que soy ole jadash, artesano. Necesito conectarme con artesanos para conocer como participar en las diferentes ferias en todo el pais, asi como calendario, contacto con los organizadores, condiciones de las mismas, etc. Agradecere informacion, soy ole jadash y la necesito, quiero incorporarme lo antes posible con mis trabajos. Desde ya estoy muy agradecido. Ron ronlevy3@gmail.com
o shofar um blog a serviço de Deus
acesse: www.oshofar.blogspot.com; www.dia-a-diacristao.blogspot.com Mensagens bíblicas diárias e estudos bíblicos
Brasil
Otimo Site
Para adicionar novos posts
Você pode incluir seus próprios posts aqui. Clique em Adicionar Novo
   
Eilat 24 °C
Tel Aviv 19 °C
Jerusalem 15 °C
Haifa 17 °C
  18.04.2014 Ferienhaus Ostsee

Facebook Fanbox 1.5.x.0
Untitled-4_r3_c9Untitled-4_r7_c9Untitled-4_r4_c8Untitled-4_r9_c9Untitled-3_r1_c1
Untitled-4_r8_c8Untitled-4_r14_c9Untitled-4_r18_c8Untitled-4_r20_c8Untitled-3_r3_c1
Untitled-4_r20_c9
Untitled-4_r2_c6Untitled-4_r8_c6Untitled-4_r8_c3Untitled-3_r5_c1
Untitled-4_r11_c3Untitled-4_r4_c7Untitled-4_r2_c4Untitled-4_r5_c4Untitled-3_r7_c1
Untitled-4_r17_c3Untitled-4_r17_c10Untitled-4_r16_c6Untitled-4_r13_c3Untitled-3_r9_c1
Untitled-4_r18_c3Untitled-4_r14_c6Untitled-4_r11_c6Untitled-4_r20_c6Untitled-3_r11_c1
Untitled-4_r18_c2Untitled-4_r19_c10Untitled-3_r13_c1.jpg

Aprenda Hebraico